Mostrar 6 resultados

Descrição arquivística
Carvalhas, Carlos Alberto do Vale Gomes
Previsualizar a impressão Hierarchy Ver:

5 resultados com objetos digitais Mostrar resultados com objetos digitais

Entrevista a Francisco Canais Rocha

Composto pela gravação audiovisual da entrevista e a respectiva transcrição.. A transcrição tem a seguinte referência: Francisco Canais Rocha (Depoimento: Lisboa, 18 de Fevereiro de 2010). Lisboa: GCTP-IN – CAD, 2010, 29 p. [dat.] [Rocha, 2010: 3-29].. . Sumário da entrevista:. Início da actividade sindical na oposição ao Estado Novo.. A Intersindical na semiclandestinidade.. A acção sindical das direcções anticorporativas (assembleias-gerais e delegados sindicais).. Conteúdos da luta sindical durante da Ditadura.. Os sindicatos e a relação com as autoridades (o Ministério das Corporações e a Inspecção dos Organismos Corporativos).. A natureza das relações da Intersindical com as autoridades (Congresso da Previdência e a representação na Organização Internacional do Trabalho).. A organização dos trabalhadores antes do aparecimento da Intersindical.. O 1.º de Maio de 1974.. A Intersindical e os Governos Provisórios.. A Intersindical e as organizações internacionais.. Reestruturação e organização da Intersindical depois do 25 de Abril.. A Intersindical no imediato pós 25 de Abril: a heterogeneidade de estratégias na ocupação e relação com os sindicatos; as greves “espontâneas” e as ocupações das empresas.. As primeiras reformas legais (a lei da greve e o salário mínimo nacional) e o papel da Intersindical. . A Unidade e a Unicidade.. A relação da Intersindical com o Governo entre 1974 e 1975.. I e II Congressos da Intersindical.. Carta Aberta.. A negociação dos Contratos Colectivos de Trabalho.

Entrevista a José Malaquias Pinela

Composto pela gravação audiovisual da entrevista e a respectiva transcrição.. A transcrição tem a seguinte referência: António Lopes Marques (Depoimento: Lisboa, 1 de Abril de 2010). Lisboa: CGTP-IN – CAD, 2010, 22 p. [dat.] [Marques, 2010: 3-22].. . Sumário da entrevista:. A conquista da direcção do Sindicato dos Caixeiros de Lisboa.. Os temas, a organização e a estrutura das reuniões da Intersindical.. A “ilegalização” da Intersindical.. O 1.º de Maio de 1974.. O projecto-lei das associações sindicais: unidade/unicidade.. Os partidos e a Intersindical.

Entrevista a Maria do Carmo Tavares

Composto pela gravação audiovisual da entrevista e a respectiva transcrição.. A transcrição tem a seguinte referência: Tavares, Maria do Carmo (Depoimento: Lisboa, 9 de Abril de 2010). Lisboa: GCTP-IN – CAD, 2010, 31 p. [dat.] [Tavares, 2010: 3-31].. . Sumário da entrevista:. A dinâmica de base, os conteúdos e os tipos de luta dos trabalhadores da indústria química antes do 25 de Abril.. A conquista da direcção do Sindicato dos Químicos de Lisboa (1972).. A actuação dos militantes sindicais, a oposição ao Estado Novo e a repressão.. O Sindicato dos Químicos de Lisboa (1974 a 1975): a instabilidade (política) da direcção e a intervenção das Forças Armadas.. O Movimento Sindical e a luta pela “estabilidade da democracia”.. A questão da Unidade e Unicidade: a Carta Aberta.. Os I e II Congressos da Intersindical.. O Movimento Sindical e a vida político-partidária portuguesa.